Google Tag Manager

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Enchentes e Oktoberfest em Blumenau, a historia se repete?


Artigo Exclusivo para o Planeta Floral:
Enchentes e Oktoberfest em Blumenau, a historia se repete?
Por Jorge Purgly - Consultor do Senai Blumenau em Gestao Empresarial e Terapeuta Floral

Hoje, primeiro de Outubro de 2009,  tem inicio a 26a ediçao da Oktoberfest em Blumenau.
Segundo os organizadores sao esperadas mais de 600 mil pessoas, de hoje, primeiro de Outubro ate o dia 18, Domingo.

História
 
 
Inspirada na Oktoberfest de Munique, a sua versão blumenauense nasceu da vontade do povo em expressar seu amor pela vida e pelas tradições germânicas. Sua primeira edição aconteceu em 1984.

Consagrada como a segunda maior festa alemã do mundo, a Oktoberfest é confraternização de gente de todas as partes.E ela nasceu inspirada na maior festa da cerveja do mundo, a Oktoberfest de Munique, Alemanha, que deu seus primeiros passos em 1810, no casamento do Rei Luis I da Baviera com a Princesa Tereza da Saxônia.

Em Blumenau, a Oktoberfest está na alma
do povo, faz parte da história de cada um.


Por isso outubro é um mês especial.

São 18 dias de festa, em que os blumenauenses se integram com visitantes de todo o Brasil e do exterior. E não há quem não se encante com os desfiles, com a participação dos clubes de caça e tiro ou com a apresentação dos grupos folclóricos.

A Oktoberfest de Blumenau ostenta um número admirável: em suas 23 edições reuniu quase 15 milhões de pessoas no Parque Vila Germânica, antiga Proeb. Isto significa que um público superior a 700 mil pessoas, em média, por ano, participou da festa desde a sua criação.

O segredo para este sucesso é simples: a Oktoberfest de Blumenau é um produto que se mantém autêntico, preservando as tradições alemãs trazidas pelos colonizadores há 150 anos. E são as belezas desses traços que conquistaram o país inteiro.

À noite, é na Proeb/Parque Vila Germânica que todos se encontram e fazem da Oktoberfest um acontecimento incomparável.

Todas as tradições alemãs afloram na sua
máxima expressão, através da música, da dança,
dos belos trajes, da refinada culinária típica e
do saboroso chope.


A maior festa alemã das Américas

A Oktoberfest teve sua primeira edição em 1984 e logo demonstrou que seria um evento para entrar na história. Em apenas 10 dias de festa, 102 mil pessoas foram ao, então, Pavilhão A da Proeb, número que na ocasião representava mais da metade da população da cidade. O consumo de chope foi de quase um litro por pessoa. No ano seguinte, a festa despertou o interesse de comunidades vizinhas e de outras cidades do país. O evento passou, então, a ser realizado em dois pavilhões.

O sucesso da Oktoberfest consolidou-se na terceira edição e tornou-se necessário a construção de mais um pavilhão e a utilização do ginásio de esportes Sebastião da Cruz - o Galegão - para abrigar os turistas vindos de várias partes do Brasil, principalmente da região Sudeste, e também de países vizinhos. O evento acabou fazendo de Blumenau o principal destino turístico de Santa Catarina no mês de outubro.




Mas, para quem não sabe, a Oktoberfest não é só cerveja. É folclore, é memória, é tradição. Durante 18 dias de festa os blumenauenses mostram para todo o Brasil a sua riqueza cultural, revelada pelo amor à música, à dança e à gastronomia típicas, que preservam os costumes dos antepassados vindos da Alemanha para formar colônias na região Sul.

A cultura germânica o turista confere pela qualidade da festa, dos serviços oferecidos, através de sociedades esportivas, recreativas e culturais, dos clubes de caça e tiro e dos grupos de danças folclóricas. Todos eles dão um colorido especial ao evento, nas apresentações, nos desfiles pelo centro da cidade e nos pavilhões da festa, por onde circulam, animando os turistas e ostentando, orgulhosos, os seus trajes típicos. É por essa característica que a festa blumenauense, versão consagrada da Oktoberfest de Munique, transformou-se, a partir de 1988, numa promoção que reúne mais de 500 mil pessoas.

E foi, também, a partir dela que outras festas surgiram em Santa Catarina, tendo a promoção de Blumenau como carro-chefe, fato que acabou por tornar o território catarinense no caminho preferido dos turistas no mês de outubro.

A história começou há quase 200 anos na Baviera

A Oktoberfest de Blumenau, que em apenas uma década se tornou uma das festas mais populares do Brasil, foi inspirada na festa homônima alemã, que teve origem em 1810 em Munique. Tudo começou em 12 de outubro de 1810, quando o Rei Luis I, mais tarde Rei da Baviera, casou-se com a Princesa Tereza da Saxônia e para festejar o enlace organizou uma corrida de cavalos. O sucesso foi tanto, que a festa passou a ser realizada todos os anos com a participação do povo da região. Em homenagem à princesa, o local foi batizado com o nome de Gramado de Tereza.

A festa ganhou uma nova dimensão em 1840, quando chegou a Munique o primeiro trem transportando visitantes para o evento. Passaram a ser montadas barracas e promovidas várias atrações. Neste local apareceram também os primeiros fotógrafos alemães, que ali encontraram um excelente ambiente para fazerem suas exposições. A cerveja, proibida desde os primeiros anos, só começaria a ser servida em 1918. Logo depois, os caricaturistas já retratavam a luta pelos copos cheios de cerveja e pela primeira vez pode-se apreciar nas telas dos cinemas a festa das mil atrações.

Por conseqüência das guerras e pela epidemia de cólera, a Oktoberfest deixou de realizar-se 25 vezes. De 1945 até hoje, aconteceu ininterruptamente. Atualmente, a Oktoberfest de Munique recebe anualmente um público de quase 10 milhões de pessoas. O consumo de cerveja chega a 7 milhões de litros.


Assolada pela grande enchente de Agosto de 1984, Blumenau e cidades vizinhas do Vale do Itajai em Santa Catarina sumiram do mapa por varias semanas. O Brasil inteiro se mobilizou no auxilio aos desabrigados, mas quando as aguas baixaram sobrou o barro e a desolaçao.

Entao inspirados na festa de Munique os dirigentes da cidade de Blumenau decidiram "dar a volta por cima", que tal uma festa para esquecer as tristezas e buscar forças para reconstruir a cidade? Assim nasceu a primeira Oktoberfest de Blumenau que vem se repetindo ano a ano.

No ano passado, Blumenau celebrou a 25-a Oktoberfest.
2008 - 25 anos da maior festa alemã das Américas

A 25ª Oktoberfest de Blumenau, realizada no período de 09 a 26 de outubro, recebeu 594.636 pessoas. Em 2008, a festa de outubro registrou uma receita de R$ 3.590.000,28, contra uma despesa de R$ 3.512.269,23, apresentando um resultado final de R$ 77.731,05.

Promovida pela Prefeitura, através do Parque Vila Germânica - local que sedia o evento desde a primeira edição em 1984 -, este ano a festa celebrou bodas de prata, entretanto, registrou chuvas em quase todo o período da promoção. A quantidade de chuva, aliás, acabou culminando, praticamente um mês após a festa, com a calamidade que se abateu sobre a região do Vale do Itajaí. Como o clima não ajudou, o público ficou abaixo do esperado pela organização, que era de 700 mil visitantes.

Enchentes e festa da cerveja, serah concidencia? 

Em novembro do ano  passado, a situaçao  de Blumenau, Itajai, Gaspar e regiao foi de calamidade publica.

Veja os comentarios do Allesblau de cerca de um ano atras:

Rua São Paulo

Domingo, 23 de Novembro de 2008, às 0:20
Minha amiga Carol Viana que mora em uma transversal da Rua São Paulo tirou essas fotos que são próximas a Praça Fritz Müller.
A foto noturna foi tirada já faz algum tempo, a chuva tinha virada uma garoa e a água baixou.
Agora ela voltou com tudo.
rua-sp
rua-sp
Última medida do Rio Itajaí-Açu é de 7 metros e 30.

Alagamentos em Blumenau - Dia 22 de novembro

Domingo, 23 de Novembro de 2008, às 0:01
Rádio Nereu - única que é possível ouvir pela internet, para quem está longe de Blumenau - acaba de intorremper a transmissão, prometendo voltar repleta de informações amanhã às 7 horas.
Durante o dia, muitos foram os registros causados pela chuva que não cansa de cair com força em Blumenau
As fotos a seguir foram tiradas e colocadas no ar pelo Diego Cadorin, no seu TwittPic:
Loja na Martin Luther destruida pelo deslizamento
Região da Engenheiro Odebrecht
Terminal Fonte alagado - Blumenau
Ariel Gajardonovidades

Sem luz

Sábado, 22 de Novembro de 2008, às 23:53
20.000 pessoas sem luz aqui em Blumenau de acordo com a CELESC.
As equipes já estão na cidade para tentar restaurar o serviço.
A Defesa Civil pede para que quem vive em áreas que apresentem riscos, procure outro lugar. De noite a coisa fica bem mais complicada para ajudar.
Lama dentro de casaMinha amiga Luma passou essa foto dos fundos da sua casa.

Radio Nereu fazendo cobertura pela internet

Sábado, 22 de Novembro de 2008, às 23:32
Pelo que tenho acompanhado, a Rádio Nereu tem sido a melhor opção para saber sobre as notícias em tempo real.
Ariel GajardoNotícias

previsão errada

Sábado, 22 de Novembro de 2008, às 23:22
defesa civil informou previsão de 7m para as 7h da manhã, essa medida acaba de ser atingida agora, 00:22h, não há previsão para as próximas horas.
jululiNotícias

pedra na BR

Sábado, 22 de Novembro de 2008, às 23:18

pedra na BR470, próximo à saída da via expressa "
E voce, que esta lendo este artigo pode perguntar: E o que te tudo isso tem a ver com a Terapia Floral?
Sabemos que tudo acontece por um motivo.
Em Novembro do ano passado me comprometi a ajudar como voluntario de modo consciente. Me inscrevi no programa Voluntarios em Açao e comecei a ajudar, principalmente na organizaçao das doaçoes que vinham de todas as parte do Brasil.
Os Florais sao um instrumento de auto-conhecimento, educomentos ao inves de medicamentos. Em momentos de panico e desespero podem fazer maravilhas.
Pensei, vou pedir ajuda para a Neide Margonari. Escrevi um e-mail para a Talita e ela imediatamente respondeu dizendo que estaria mandando 18.000 doses do Floral Emergencial de Saint Germain numa composiçao especial de auxilio as vitimas das enchentes.
Dar de graça o que de graça receber. Este é o lema da caridade. Como fazer chegar o floral para quem realmente precisa? Comecei a sentir o imenso peso da responsabilidade. Busquei ajuda de outros terapeutas, de amigos e conhecidos e começamos a tarefa de ajudar.
Descobri que quem mais precisava do floral era o voluntario que estava exaurindo suas energias no auxilio desinteressado. Muitos voluntarios estavam em atividade por 14 a 16 horas seguidas, esquecendo completamente de si mesmos.
Nos 23 abrigos nas escolas e postos de atendimento criados para auxiliar a populaçao, mais os depositos de doaçoes na Vila Germanica, local da Oktoberfest, voluntarios precisavam mais do floral do que muita gente desabrigada.
Ao ajudar um voluntario, este podia ajudar muito mais. Senti que este seria o caminho. Busquei apoio junto a FURB, Fundaçao Universidade Regional de Blumenau e consegui num trabalho de formiguinha ir encaminhando os florais para os voluntarios que quizessem.
Mais que ajudar eh preciso saber ajudar. E preciso ter as autorizaçoes sanitarias, as aprovaçoes de orgaos e autoridades, e preciso saber que ninguem ira responsabilidar o floral por qualquer outro mal estar que a pessoa possa ter sentindo.
Ajudar conscientemente eh mais dificil do que parece. Passei a dividir a responsabilidade com outras pessoas. Passei a ver que cabia a mim fazer a minha parte. E assim foi.
E qual foi o resultado, voce me pergunta? Esta pergunta ficou sem resposta. Sei que muitos foram ajudados, mas quantos? Dificil de dizer. O resultado? Posso dizer de todo o coraçao que o povo brasileiro tem um imenso coraçao quando se trata de ajudar nas calamidades.
Recentemente fui convidado para fazer uma pesquisa bibliografica sobre alcoolatria...Veja no que pensei: De novo, chuva, suor e cerveja... Veja no mesmo blog:

Temporais provocam estragos em Santa Catarina

Terça, 8 de Setembro de 2009, às 9:52

Os temporais que atingiram Santa Catarina na madrugada desta terça-feira provocaram estragos no Estado. Há registros de destelhamentos, quedas de árvores e falta de energia elétrica em pelo menos quatro regiões: Oeste, Extremo-Oeste, Meio-Oeste e Vale do Itajaí.

Parque Vila Germânica começa a ser preparado para a Oktoberfest 2009

Sexta, 4 de Setembro de 2009, às 1:05
O Parque Vila Germânica já está em clima de Oktoberfest. A um mês para a maior festa alemã das Américas, o local começa a se transformar para receber os foliões.
No total, a Oktoberfest terá 18 pontos de vendas de alimentação, alguns destes já começaram a ser construídos e ganham suas primeiras formas.
A construção do Biergartem – Jardim da Cerveja – também iniciou. Este ano, a estrutura terá um deque avançando sobre parte da calçada da rua Alberto Stein. Para isso a cerca foi deslocada, avançando o canteiro central da via, o que ampliará o espaço físico da festa.
Outras obras também foram realizadas para receber a Oktoberfest 2009. A antiga casa de carnes Fleisch Haus, sofreu reformas para se transformar em um posto permanente da Polícia Militar. O ambulatório, que atenderá não somente a festa de outubro, como também os eventos sediados no Parque, foi construído sob o mesanino do Setor 3.
O piso também recebeu manutenções. O piso frontal do Setor 1, que sofreu acomodações em função da tragédia de novembro passado, está sendo reformado, com vista de eliminar as depressões que formavam grandes poças de água. A partir da próxima semana iniciam as montagens no interior dos Setores.
Veiculado por Prefeitura de Blumenau

Me ocorreu entao escrever este artigo. Enchentes de agua levando embora a vida das pessoas. Enchentes de cerveja levando a ilusao das pessoas. A grande maioria de nos entre a dura vida e a ilusao prefere a ilusao.
Um abraço, querido leitor.
Visite meu blog
e leia um artigo transcrito dos Florais Musicais de Bach (cortesia deste site e dos Florais de Minas)



LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda