Google Tag Manager

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Sexo musica e bate papos afastam empresas das mídias sociais

Sexo, Música e Bate Papos afastam Empresas das Mídias Sociais






















Estimado leitor, a empresa na qual você trabalha permite acesso ilimitado à internet?


Acredita que o motivo seja o acima?














Na verdade os empresários estão preocupados com a segurança da informação e com a produtividade.




















Confira aqui a pesquisa original em inglês.





Veja aqui o resumo e a explicação

Convergência Digital - Segurança 

 O Acesso Às Redes Sociais é proibido em 53% das empresas.

72% das Empresas restringem o acesso às Redes Sociais.

Fonte: Kaspersky Labs. Números da semana de 14 de Julho de 2011


Para saber mais, clique em Mais informações abaixo



A pesquisa da Global IT sobre riscos de segurança foi realizada pela Kaspersky Lab em parceria com a B2B Internacional, uma das maiores empresas de pesquisas em informática.

A  pesquisa revelou quais as  atividades dos funcionários que são mais frequentemente sujeitos a restrições de acessos em TI.

As Redes sociais são vistas como uma das maiores ameaças de segurança da informação, juntamente com várias formas de compartilhamento de arquivos.

O acesso a rede social está completamente bloqueado em 53% das empresas, enquanto outros 19% restringem esse tipo de atividade do usuário de alguma forma. 
Isto faz da rede social o acesso mais proibido depois do compartilhamento de arquivos. 
Outras atividades, muitas vezes restritas incluem jogos on-line, o acesso a determinados sites, streaming de vídeo e serviços de mensagens instantâneas.

Quando perguntadas sobre as atividades mais perigosas para o vazamento de informações, as  redes sociais foram  citadas por 35% das empresas.
"As empresas estão preocupadas com a produtividade bem como a segurança, e isso é que define o escopo das atividades dos funcionários e a necessidade de restrição", disse Costin Raiu, Diretor de Pesquisas Global da Kaspersky Lab e líder da equipe de análise. "A rede social é vista como uma atividade que consome tempo, mas também como uma fonte potencial de ataques de malware e uma ameaça aos dados confidenciais”.

As redes sociais tornaram-se recentemente um dos principais canais de distribuição de malware, graças à sua popularidade e à vulnerabilidade emergente desses recursos online. A vulnerabilidade mais notável ​​no
 Twitter, por exemplo, levou a infecção por malware quando os usuários simplesmente visitavam uma mensagem infectada. De acordo com especialistas da Kaspersky Lab, as redes sociais são um  alvo de numerosos ataques, por isso a preocupação manifestada pelas empresas nesta matéria é completamente justificada.

Comentários de Mark Moore, consultor Norte-Americano especialista em negócios empresariais, com uso da Midia Social, em grupo de discussão no Facebook, na pagina de Jorge Purgly em 05.01.2012 – 22:00:

Mark Moore: Jorge, eu fico sem poder confirmar a estatística.
 Entretanto a estatística não me surpreende totalmente. 
Na minha consultoria de negócios este é um dos primeiros assuntos que normalmente vem à tona.
 - "É vedado aos empregados o acesso a internet”, ou “estão bloqueados os acessos às páginas tais e tais”.

Mark Moore: Para complicar, algumas empresas permitem o acesso para algumas classes de funcionários, mas não para outras.
Em algumas empresas locais de meu portfólio, eles bloqueiam o Facebook  mas permitem  outros sites sociais (digamos, por exemplo, o LinkedIn), porque a percepção é de que o ambiente é diferente. 
Com base na minha experiência, muitas das empresas que bloqueiam o Facebook estão fazendo isso por questões de segurança, em vez de problemas de produtividade, como mencionado no artigo.

Comentários adicionais:

A maioria das empresas precisa que seus funcionários se concentrem em suas atividades.
Uma rede social de negócios tem um risco maior de vazamento de informações da empresa, o que também preocupa alguns empresários.
Muitas empresas liberam acesso somente para a sua rede interna de atividades, e algumas até proíbem o porte de celular em algumas áreas da empresa assim como o seu uso.

As empresas precisam de pessoas com dedicação integral no horário de atividades pago por elas.

Poucas pessoas fazem além do esperado. Cabe a cada um provar o contrário.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda