Google Tag Manager

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Taro Egipcio ou Baralho Kier

Tarô Egípcio ou Baralho Kier






O Tarot Egípicio da Kier
Nelise Carbonare Vieira
Fonte: http://www.clubedotaro.com.br/site/h23_20_kier_nelise.asp
O Tarot Egípcio da Kier tem esse nome por ter sido publicado pela Editorial Kier, da Argentina. Ele consiste numa compilação de símbolos, na maior parte da mitologia e cultura egípcia, incluindo ainda símbolos astrológicos, da Cabala e do alfabeto alquímico dos magos.

O baralho é composto por dois grupos de cartas. De 1 a 22, os Arcanos Maiores, e de 23 à 78, as cartas que correspondem aos Arcanos Menores.


Examinados com atenção, os grupos são distintos, pois têm uma distribuição diferente dos símbolos, conforme podemos observar nos exemplos abaixo:



Na carta 19. O Sol, um dos arcanos maiores, temos:

– abaixo, à esquerda, dois símbolos da astrologia, no caso Sagitário e Plutão;

– no meio, a palavra referente ao símbolo, A Inspiração na edição argentina;

– à direita, uma letra hebréia e um número, no caso, Quoph e 19.

A carta 27. O Inesperado, constitui um exemplo de arcano menor:

– abaixo, à esquerda, o número da carta e apenas um símbolo da astrologia, no caso, Marte;

– no meio, a palavra referente ao símbolo, no exemplo O Inesperado;

– à direita dois símbolos cabalísticos, uma letra do alfabeto da língua em que o baralho foi publicado e o número (1-9) associado à letra, no caso, Y - 9
Nos Arcanos Menores não aparece qualquer referencia à naipes. Estudando minuciosamente o baralho fica clara a existência de quatro casais, representados nas cartas 23 e 24, 37 e 38, 51 e 52, 65 e 66, conforme poderá ser visto na Galeria Kier. Fora isso, não existe a menor referência aos naipes.

Eu, pessoalmente, associei os arcanos menores numa ordem: paus, copas, espadas e ouros; defini os reis, rainhas, valetes, escravos. E cada naipe inicia com o 10 e finaliza com o Ás. É claro que essa atribuição é coerente com a interpretação que dou a esse Tarot, mas que não precisa ser necessariamente a sua...

Nota do editor:

Nelise, por exemplo, relaciona as quatorze cartas de 23 a 36 ao naipe de Paus:

- as quatro cartas da corte: 23. Rei; 24. Rainha, 25. Soldado, 26. Escravo;

- as dez cartas numeradas: 27. Dez de Paus, 28. Nove de Paus... 35. Dois de Paus e 36. Ás de Paus.


A mesma ordem é mantida para Copas: 37 a 50, Espadas: 51 a 64 e Ouros: 65 a 78.

Três planos

Todas as cartas estão divididas em três planos. Em algumas delas os planos estão bem separados. Em outras cartas, as figuras de um plano podem invadir o plano superior. Em geral as cartas que apresentam deuses, personagens mitológicas, essas figuras passam de um plano ao outro.




Carta 9. O Eremita (arcano maior) e 37. Arte e Ciência (arcano menor)

[Os direitos desse jogo pertencem à Editorial Kier: www.kier.com.ar]

O setor mais alto de cada carta, que representa o Plano Espiritual, tem uma diferença nos Arcanos Menores e nos Maiores. As figuras da mitologia egípcia permanecem da mesmo forma, vindas do plano mental ou não, como atributos de uma divindade. Porém, ao redor da figura central do Plano Espiritual, os símbolos que estão nos cantos e encima variam. Nos Arcanos Maiores temos, no lado esquerdo, um hieróglifo e, no meio, um símbolo do alfabeto dos mágicos; no lado direito há uma letra hebréia. Nos Arcanos Menores encontramos uma letra hebréia no lado esquerdo; um hieróglifo no topo e um símbolo alquímico à direita.

O Plano Mental corresponde à parte do meio de cada carta. Traz o desenho de uma cena do cotidiano ou de rituais, lendas, que expressam o significado da carta.

A parte inferior de cada carta corresponde ao Plano Material. Contém símbolos, atributos de deuses ou deuses em forma de animais, cenas, ou até parte da figura do plano mental que já se inicia na parte inferior.

Iglesias Janeiro, em A Cabala da Predição descreve cada nível:

A parte superior é a morada dos princípios inteligentes, dos poderes transcendentes, das razões em potencial. Representa o mundo das causas. No homem equivale ao plano espiritual.

A parte central é a morada dos princípios coordenadores, dos poderes criadores, das razões determinantes. Representa o mundo das causas em formação. No homem, equivale ao plano mental.

A parte inferior é a morada dos princípios plasmadores, dos poderes executores, das razões do ato. Representa o mundo das causas materializadas. No homem equivale ao plano físico.

Os estudos

Infelizmente temos poucos livros falando especificamente desse baralho. Por anos, o livro A Cabala da Predição, também publicado pela Editorial Kier, foi o único que se referia a esse baralho.

Há alguns anos, a própria Kier editou um outro livro, escrito por Bibliana Rovira, que é vendido com o baralho.

Entre 1978 e 1980, estudando esse baralho e tentando estabelecer associações com os naipes dos tarôs convencionais, eu ( a autora) desenvolvi uma interpretação que venho expondo nos curso de tarot que ministro desde então. Essa interpretação está publicada na forma de um livro eletrônico no meu web site Tarot Door.

Seguem as 78 cartas do baralho Kier, conforme disponibilizadas na Internet.


























Para ver as demais cartas, clique sobre Mais informações, abaixo.






























































































































































































































































































LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda