Google Tag Manager

sábado, 21 de junho de 2014

Tamanho do pinto

Tamanho do Pinto









Tamanho do pênis humano
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tamanho_do_p%C3%AAnis_humano



O tamanho do pênis é alvo de grande interesse para muitas pessoas. Algumas consideram ter um pênis grande um sinal de masculinidade, enquanto outras consideram que seus pênis são muito pequenos para satisfazer as pessoas com quem estabelecem relações sexuais. Estas inseguranças levaram ao surgimento de muitas crenças errôneas sobre o tamanho do pênis e à criação de uma indústria completamente voltada para o aumento do pênis.

Comparado com outros primatas, até mesmo primatas maiores como o gorila, a genitália humana masculina é consideravelmente grande. O pênis humano é mais longo e grosso que qualquer outro primata tanto em termos absolutos, quanto comparado com o tamanho relativo ao resto do corpo.1

Para saber mais, clique sobre Mais informações, abaixo.

Como jogar buzios









Jogo de Búzios feito com 8 ou 16 conchas mais um testemunho.
A área delimitada pelos colares tem as casas, lugares sobre onde caem os búzios. Se estiver aberto, parte serrilhada para cima, a resposta é positiva. Do contrário é negativa.
Fonte: http://comunidademensageirosdaluz.blogspot.com.br/2013/08/o-que-e-odu.html
O QUE É ODU?
Os odus são os principais responsáveis pelos destinos dos homens e do mundo que os cerca. 
Os Orixás não mudam o destino da vida e sim executam suas funções dentro da natureza liberando energia para que todos possam dela se alimentar, o odu é o caminho, a existência do destino o qual o Orixá e todos os seres estão inseridos. 
Para saber o Seu Odu de nascimento pela numerologia acesse kabala abaixo.


Cada pessoa pode ir de encontro ou seguir um caminho alheio ao destino estabelecido, isso nós dizemos que a mesma está com o odu negativo, ou seja: seu destino sua conduta foge as regras siderais (seguiu um caminho negativo dentro do estabelecido). 
Nós quando nascemos, somos regidos por um odu de ori (cabeça), que representa nosso "eu" assim como odu de destino, etc.


O destino das pessoas e tudo o que existe podem ser desvendados por meio da consulta a Ifá, o oráculo, que se manifesta pelo jogo.

 Ifá tem seu culto específico e o mais alto cargo do culto de Ifá é o de Oluwô, título concebido a alguns Babalaôs. 

Ifá é o Orixá da adivinhação e para tudo e deve ser consultado. 

Existem alguns tipos de jogo: o de Opelé Ifá, o rosário de Ifá, o jogo de búzios, etc. 
No jogo de búzios (Erindilogun) quem fala é Exu. 
São dezesseis búzios que podem ser jogados também pelos Babalorixás e Ialorixás.


A consulta a Ifá é uma atividade exclusivamente masculina, mas as mulheres passaram a poder pegar nos búzios porque oxum fez um trato com exu, conseguindo dele permissão para jogar.

O jogo de Opelé Ifá baseia-se num sistema matemático, em que se estabelece 256 combinações resultantes dos 16 odus usados no jogo de búzios multiplicado por 16. 
Nada se faz sem que antes se consulte o oráculo, quanto mais séria a questão a ser resolvida, maior a responsabilidade da pessoa que faz o jogo.

NOTA: no Batuque é comum utilizar o jogo de búzios pelo método de consulta a orixá, utilizando-se um rosário onde se consultam os orixás conforme as caídas dos búzios. 
Costuma-se jogar com 8 ou 16 búzios para se fazer à leitura. 
Nada impedindo aos mesmos que utilizem também o jogo pelo método de Ifá, desde que os zeladores conheçam profundamente as caídas de odus, os egbós, fundamentos e segredos referentes a cada odu.

Calcula-se o seu Odu de placenta somando todos os números da data de nascimento. 
O resultado desta soma tem a vibração de elementos e orixás determinados, com lendas e arquétipos.
           

Exemplo: 23/08/1956 
2+3+8+1+9+5+6=34
3+4= 7  Ifá Ódi.

Ifá Ódi 



Como Jogar Búzios - O Jogo da Concha de Cabloco com 12 +1 Búzios
Fonte: http://espadadeogum.blogspot.com.br/2010/03/como-jogar-buzios-aprenda-um-pouco-aqui.html

Como jogar Buzios 


Queridos irmãos, o jogo de búzios, tem que ser jogado primeiramente por um sacerdote com autorização dos Orixas, mas por curiosidade vamos conhecer um pouco sobre este maravilhoso instrumento de mensagens.


Conhecemos o jogo de búzios de origem africana, popularizado no Brasil pelos cultos de Orixá.

Será que existe um sistema tipicamente brasileiro, 
que os irmãos e irmãs de Umbanda possam utilizar?
Sim.


A Concha de Caboclo é uma for ma tradicional de geomancia.
É utilizada por alguns mestres adivinhos da Umbanda
 e da Jurema (ou Catimbó) do Norte e Nordeste.


O antigo Catimbó não possuía um sistema adivinhatório,
 mas alguns sacerdotes e babalawos que foram iniciados no culto,
 sabiamente desenvolveram o sistema da “Concha de Caboclo” 
sob a direção das entidades espirituais da mata.


Nasceu então um sistema de doze búzios, onde respondem doze entidades de origem indígena (Caboclos), de modo semelhante ao merindilogum yorubano onde falam os Orixás.


O oráculo possui treze significados (12 + 01), segundo as quedas das conchas e suas respectivas oferendas





LEITURA BÁSICA DAS CONCHAS E OFERENDAS RECOMENDADAS

(As leituras aqui apresentadas são apenas informativas
 e não mostram a totalidade deste rico sistema).

01 – Uma concha aberta:
(ou seja, a concha está com a parte serrilhada pa­ra cima ou boca do búzio): fala o Caboclo Gira-Mundo.

Uma situação de perigo avizinha-se. 
Evitar pessoas falsas e amigos fingidos. 
Possibilidade de trabalhos de feitiço feitos ao consulente.

Oferenda: passar um ovo pelo corpo e depois untá-lo com mel de abelha, deixando-o na mata. Quando fizer a oferenda, acender duas velas brancas.

02 – Duas conchas abertas:
Caboclo Pena Branca.
Muita proteção e desembaraço das situações amarradas no passado. Vitória nos negócios ou melhora nas situações que envolvem a saúde.
Oferenda: flores brancas e mel de abelha
 devem ser entregues na mata.

03 – Três conchas abertas:
Caboclo Sultão da Matas.
Possibilidade de problemas com a justiça e perseguições.
Oferenda: um charuto, uma garrafa de mel e outra de vinho.
Entrar na mata e chamar este caboclo, 
ofertando os elementos acima.

04 – Quatro conchas abertas:
Cabocla Jupira.
Sendo mulher a consulente: requer cuidados e atenção
 com os intestinos ou problemas digestivos. 
Sendo homem, tomar cuidado com bebidas alcoólicas e problemas estomacais. 
Atenção na alimentação.
Oferenda: fazer um doce de banana com mel,
 colocar num alguidar de barro,
 enfeitar com penas e despachar ao
 lado de um rio dentro da mata. 
Junto ao alguidar, acender sete velas verdes.

05 – Cinco conchas abertas:
Caboclo Ubiratan.
Cuidar da saúde com mais regularidade. 
Atenção principalmente com doenças do sangue e problemas de pele.
Oferenda: tomar um banho com as seguintes ervas:
gitirana, melão-de-são-caetano e junça. 
Cozinhar tudo e banhar-se três dias seguidos. 
No último dia apanhar o bagaço das ervas e
 despachar na mata, junto com uma garrafa de mel.

06 – Seis conchas abertas:
Caboclo ARARIGBÓIA
Prestar atenção, pois o consulente pode estar sendo enfeitiçado.
Inconstância em empregos e atividades remuneradas, negócios e relacionamentos.
 O consulente fez muitos inimigos.
 Vingança em andamento.
Oferenda: neste caso recomenda-se a intervenção
 dos senhores Mestres e Mestras da Jurema, que aconselharão
 a melhor medicina espiritual.

07 – Sete conchas abertas:
CABOCLA JUREMA
O consulente está sendo vítima de falsidades e deve manter-se em silêncio. 
Se souber algum segredo, deve calar-se totalmente. 
Uma surpresa, não agradável, pode ser esperada.

Oferenda: acender três velas brancas dentro de um prato branco, ao lado de um copo com água. Em outro prato, colocar flores brancas com mel e oferecer a essa cabocla na mata ou em casa.

08 – Oito conchas abertas:
INDIO JACEGUAI
O consulente está sendo vítima de feitiço.
Ter cuidado, pois pode cair em perigo.
Oferenda: Três ovos, mel de abelha, uma vela branca,
 flores brancas e uma garrafa de vinho tinto. 
Na mata, passar os ovos no corpo e deixar de baixo
 de uma grande árvore. 
Num prato branco, deixar os outros elementos,
 junto com a garrafa de vinho aberta.

09 – Nove conchas abertas:
CABOCLA UITACIRA
Problemas sentimentais não resolvidos e desejo de
 um relacionamento feliz e harmonioso.
Oferenda: oferecer flores brancas e uma garrafa de
 mel de abelha a essa cabocla. 
Fazer isto numa mata e rezar para obter felicidade.

10 – Dez conchas abertas:
CABOCLA TUPIARA
Aviso de “flechada de índio” e es
pírito perturbando o consulente.
 A “flechada” é o mais terrível feitiço conhecido pelos pajés.
Esta forma de magia é pouco conhecida nas grandes cidades,
 porém faz grandes estragos espirituais e materiais.
Oferenda: recomenda-se o trata mento urgente
com Mestres e Mestras da Jurema numa sessão especial.

11 – Onze conchas abertas:
Caboclo Uitatiara.
Se esta caída aparecer três vezes,
 é aviso que o problema não deve ser resolvido com o oráculo. Consultar os senhores Mestres da Jurema numa sessão para uma limpeza espiritual.

12 – Doze conchas abertas:
CABOCLO GRANDE PAJÉ
Muitos problemas circundam a vida do consulente. 
Tomar cuidado com situações envolvendo a justiça,
 imóveis e comércio em geral.
Oferenda: tomar banho de limpeza com
 guiné, espada-de-são-jorge, arruda e alecrim.

Caindo 12 conchas fechadas:

o jogo deve ser suspenso e somente ser refeito três dias depois.
 Neste período, o consulente deve tomar um banho de limpeza com ervas.

Para uma pessoa trabalhar com o oráculo das Conchas de Caboclo,
 ele deve ser iniciada por um mestre do jogo, também chamado de “olhador”.


A iniciação possui vários ritos especiais,
 como a preparação de cada concha e
 as oferendas para os Caboclos e Caboclas
 que falam no oráculo.

O futuro iniciado também deve encontrar seu
 “Caboclo de Jogo”, que atua como uma espécie
 de mensageiro, abrindo as portas astrais do sistema.


Tudo isto é passado oralmente de mestre a discípulo,
 como fazem ainda nossos pajés.

* Autor irmão Edmundo Pelizari é
 Professor de Teologia, Sacerdote de Obea,
 Mestre de Jurema, iniciado
 em outras tradições afro-indigenas e Cabalista.
 Este texto foi escrito para o
 Jornal de Umbanda Sagrada de Maio de 2008.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Linha na mao abaixo do indicador

Linha na mão abaixo do indicador

Olá, 
me chamo Dayse e eu e meu namorado, temos uma linha recém surgida, igual, abaixo do dedo indicador, seguindo em caminho a linha do coração; o que isso significa?

Estimada Dayse,
O Monte de Júpiter, que se acha debaixo do índex, simboliza o espírito de dominação, ambição nobre, religiosidade, honestidade, alegria, amor da natureza, honras, dignidades, casamento feliz, generosidade e proteção.

Neste caso, Dayse, como surgiu na sua mão e na mão do seu namorado é indício de casamento feliz.




quinta-feira, 19 de junho de 2014

A Verdadeira Historia de Papai Noel

A Verdadeira História de Papai Noel
Saint Nicholas by Susan Seals
St. Nicholas
Artist: Susan Seals 
All rights reserved


Fonte:http://www.stnicholascenter.org/pages/who-is-st-nicholas/

St Nicholas giving gold to father
Figura 1- Sao Nicolau Doando Ouro
Artist: Elisabeth Ivanovsky
St Nicholas in prison
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 2 - São Nicolau na prisão

St Nicholas rescuing boys
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 3- São Nicolau resgatando crianças

St Nicholas saving ship
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 4- São Nicolau acalmando os Mares

St Nicholas famine relief
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 5- São Nicolau alimentando os famintos

St Nicholas stopping execution
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 6- São Nicolau salvando inocentes

St Nicholas blessing ships
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 7-São Nicolau abençoando os barcos

Saint Nicholas statue in niche
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 8- São Nicolau

St Nicholas with the angels
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 9- A morte de São Nicolau

St Nicholas bringing gifts
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 10- Papai Noel entregando presentes

Children with St. Nicholas cookies
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 11- Celebrando os Presentes
de Papai Noel

Children with St. Nicholas cookies
Artist: Elisabeth Ivanovsky
Figura 12 - Celebrando os Presentes
de Papai Noel


A verdadeira história de Papai Noel começa com Nicholas, que nasceu durante o século III na vila de Patara. 

Na época, a área pertencia aos gregos e hoje está localizada na costa sul da Turquia. 

Seus pais eram ricos mas o ensinaram a ser um cristão devoto.
Eles morreram em uma epidemia, enquanto Nicholas ainda era jovem. 

Obedecendo as palavras de Jesus "venda o que tens e dá o dinheiro aos pobres", Nicolau usou toda sua herança para ajudar os necessitados, os enfermos e os que sofrem. 

Ele dedicou sua vida a servir a Deus e foi feito Bispo de Myra quando ainda era jovem. 

Bispo Nicolau tornou-se conhecido em todo o país por sua generosidade aos necessitados, seu amor pelas crianças, e sua preocupação com os marinheiros e navios.

Sob o imperador romano Diocleciano, que implacavelmente perseguia os cristãos, o bispo Nicolau sofreu por sua fé, foi exilado e preso. 

As prisões estavam tão cheias de bispos, sacerdotes e diáconos, que não havia mais espaço para os verdadeiros criminosos, os assassinos, ladrões e salteadores. 

Após a sua libertação, Nicolau participou do Concílio de Nicéia, em 325 dC. 

Ele morreu 06 de dezembro, AD 343 em Myra, e foi sepultado em sua igreja catedral, onde uma relíquia única, chamada maná, se formou em sua sepultura. 

Esta substância líquida, que dizem ter poderes de cura, promoveu o crescimento da devoção ao Nicholas. 

O aniversário de sua morte tornou-se um dia de celebração,
 St. Nicholas Dia, 06 de dezembro (19 de dezembro no calendário juliano).

Através dos séculos, muitas histórias e lendas foram formadas sobre a vida e obras de St. Nicholas. Essas histórias nos ajudam a entender o seu caráter extraordinário e por que ele é tão amado e venerado como protetor e ajudante daqueles que precisam.

Uma história fala de um homem pobre com três filhas. Naqueles dias, o pai de uma jovem tinha que oferecer aos futuros maridos algo de valor, um dote. Quanto maior o dote, maior a chance de que uma jovem iria encontrar um bom marido. Sem um dote, uma mulher tinha quase nenhuma chance de se casar. As filhas deste pobre homem, sem dotes, foram, portanto, destinadas a ser vendidas como escravas. 

Misteriosamente, em três ocasiões diferentes, um saco de ouro apareceu em sua casa, fornecendo os dotes necessários para o casamento. 

Os sacos de ouro, foram jogados por uma janela aberta; diz-se que tinham caído dentro de meias e sapatos deixados diante do fogo para secar. 

Isto levou ao costume das crianças que pendurarem suas meias ou colocar os sapatos, esperando ansiosamente presentes de São Nicolau. 

Às vezes, a história é contada com bolas de ouro em vez de sacos de ouro. 

É por isso que três bolas de ouro, às vezes representadas como laranjas, são um dos símbolos de São Nicolau. 

E assim, São Nicolau é um dom doador.


Uma das histórias mais antigas que mostram São Nicolau como um protetor das crianças ocorreu muito tempo depois de sua morte. 

Os habitantes da cidade de Myra estavam celebrando o bom santo na véspera de seu dia de festa, quando um bando de piratas árabes de Creta veio ao distrito. 

Eles roubaram tesouros da Igreja de São Nicolau para tirar como espólio. 

Quando estavam saindo da cidade, arrebataram um menino, Basilios, para transforma-lo em um escravo. 

O emir, ou governante, selecionou Basilios para ser seu copeiro pessoal. Como este não sabia a língua, Basilios não iria entender o que o rei dissesse aos que o rodeavam. 

Assim, para o próximo ano, Basilios esperou o rei, trazendo o seu vinho em uma bela taça de ouro. 

Para os pais de Basilios, devastados pela perda de seu único filho, o ano passou lentamente, cheio de tristeza. 

Como o próximo St. Nicholas 'dia de festa'  se aproximava e  Basilios não iria participar da festa, este dia seria um dia de tragédia. 

No entanto, ela foi convencida a ter um cumprimento simples em casa, com orações tranquilas para a custódia Basilios. 

Entretanto, Basilios estava cumprindo suas tarefas servindo ao emir.

De repente Basilios foi levado para cima e para longe. São Nicolau apareceu ao menino apavorado, abençoou-o e colocou-o em sua casa de volta em Myra. 

Imagine a alegria e admiração quando Basilios surpreendentemente apareceu diante de seus pais, ainda segurando copo de ouro do rei. Esta é a primeira história contada de São Nicolau como protetor das crianças, e se tornou seu principal papel no Ocidente.

Outra história conta a história de três estudantes de teologia, viajando em seu caminho para estudar em Atenas. 
Um estalajadeiro perverso roubou e assassinou-os, escondendo seus restos em uma grande banheira de decapagem. 
Aconteceu que o Bispo Nicolau, viajando ao longo da mesma rota, parou neste exato lugar para pedir pousada. A noite ele sonhou com o crime, levantou-se e prendeu o estalajadeiro. Como Nicholas orou fervorosamente a Deus os três rapazes foram restaurados à vida e à integridade. 
Na França, a história é contada sobre três filhos pequenos, vagando pelas ruas até que se perderam e foram, atraídos e capturados por um açougueiro mal. São Nicolau aparece e apela a Deus para devolvê-los à vida e às suas famílias. E assim, São Nicolau é o patrono e protetor das crianças.

Diversas histórias falam de Nicholas e do mar. Quando ele era jovem, Nicholas procurou tornar-se santo, fazendo uma peregrinação à Terra Santa. 

Ele andou por onde Jesus andou e procurou experimentar mais profundamente a vida de Jesus, paixão e ressurreição. 

Voltando pelo mar, uma forte tempestade ameaçava destruir o navio. Nicholas calmamente orava. Os marinheiros aterrorizados ficaram surpresos quando o vento e as ondas de repente se acalmou, poupando todos eles. E assim, São Nicolau é o padroeiro dos marinheiros e viajantes.



Outras histórias falam de Nicholas salvar seu povo da fome, poupando as vidas dos inocentemente acusados, e muito mais. 

Ele fez muitos atos de bondade e generosos em segredo, sem esperar nada em troca. 

Dentro de um século de sua morte, ele foi celebrado como um santo. 

Hoje ele é venerado no Oriente como milagreiro e no Ocidente como patrono de uma grande variedade de pessoas crianças, marinheiros, banqueiros, peãos, corretores, estudiosos, órfãos, trabalhadores, viajantes, comerciantes, juízes, indigentes, donzelas casadoiras, estudantes, crianças, marinheiros, vítimas de erros judiciais, cativos, perfumistas, até mesmo ladrões e assassinos! Ele é conhecido como o amigo e protetor de todos em apuros ou necessidade (ver lista).

Marinheiros, chamam São Nicolau como patrono, contam histórias de seu favor e proteção em toda parte. 
Capelas de São Nicolau foram construídas em muitos portos marítimos. 
À medida que sua popularidade se espalhou durante a Idade Média, tornou-se o santo padroeiro da Apúlia (Itália), Sicília, Grécia e Lorraine (França), e muitas cidades na Alemanha, Áustria, Suíça, Itália, Rússia, Bélgica e os Países Baixos (veja a lista).

Depois de seu batismo, o Grande Príncipe Vladimir trouxe histórias e devoção de São Nicolau, de São Nicolau à sua terra natal, onde Nicolau tornou-se o santo mais amado. Nicholas foi tão amplamente reverenciado que milhares de igrejas foram nomeadas com seu nome, inclusive trezentas na Bélgica, trinta e quatro em Roma, vinte e três na Holanda e mais de quatrocentas na Inglaterra.

O túmulo de Nicholas em Myra tornou-se um popular local de peregrinação. 

Por causa das muitas guerras e ataques na região, alguns cristãos estavam preocupados que o acesso ao túmulo poderia se tornar difícil. 

Disputando as vantagens religiosas e comerciais de um local importante de peregrinação, as cidades italianas de Veneza e Bari competiam para obter as relíquias de São Nicolau. 

Na primavera de 1087, marinheiros de Bari conseguiram surrupiar os ossos, trazendo-os para Bari, um porto na costa sudeste da Itália.

Uma imponente igreja foi construída ao longo da cripta de  St. Nicholaus e muitos fiéis viajaram para homenagear o santo que havia resgatado as crianças, prisioneiros, marinheiros, vítimas da fome, e muitos outros através de sua compaixão, generosidade, e os inúmeros milagres atribuídos à sua intercessão. 

O santuário de Nicolau de Bari foi um dos grandes centros de peregrinação medievais da Europa e Nicholas ficou conhecido como "Santo em Bari." 

Até hoje os peregrinos e turistas visitam em Bari a grande Basílica di San Nicola.


Através dos séculos, São Nicolau continuou a ser venerado pelos católicos e ortodoxos e honrado pelos protestantes. 

Pelo seu exemplo de generosidade para com os necessitados, especialmente crianças, São Nicolau continua a ser um modelo para a vida compassiva.

Amplamente celebrado na Europa, o dia da festa de São Nicolau, 6 de dezembro, manteve viva as histórias de sua bondade e generosidade. 

Na Alemanha e na Polônia, os meninos vestidos como bispos pediam esmola para os pobres e, por vezes, para si! 

Na Holanda e na Bélgica, São Nicolau chegou em um navio a vapor a partir de Espanha para montar um cavalo branco em suas rondas presentear. 

06 de dezembro ainda é o principal dia para presentear e folia em grande parte da Europa. 

Por exemplo, na Holanda São Nicolau é comemorado no dia 5, véspera do dia, partilhando doces (jogados na porta), letras iniciais de chocolate, pequenos presentes, e enigmas. 

Crianças holandesas deixam cenouras e feno em seus sapatos para o cavalo do santo, na esperança deque St. Nicholas vai trocá-los por pequenos presentes. 

O simples ato de presentear no Advento cedo ajuda a preservar o foco do dia de Natal no Menino Jesus.

Ilustrations by Elisabeth Ivanovsky from Saint Nicholas by Henri Gheon, Sheed and Ward, 1936.
Copyright © Elisabeth Ivanovsky, with kind permission for use by St. Nicholas Center.

Estimado leitor, confira o original em inglês, clicando sobre Mais informações, abaixo.


terça-feira, 3 de junho de 2014

Dia do meio ambiente Caxias Shopping distribui saquinhos TNT para os veiculos em 2014



Caxias Shopping distribui 2 mil saquinhos de lixo para carros no Dia do Meio Ambiente em 5 de junho de 2014

Fonte: www.dablio3.com

Nesta quinta, dia 5 de junho, o Caxias Shopping comemora o Dia do Meio Ambiente distribuindo 2 mil saquinhos de TNT para os clientes que passarem pelos guichês de pagamento do estacionamento colocarem em seus carros. 

A ideia é lembrar que cada um é responsável pelo seu lixo. 

A ação faz parte do projeto de responsabilidade socioambiental “Caxias Shopping Sustentável” lançado em 2010 e que incentiva o consumo consciente. 

Um dos projetos do Shopping que se destaca na área ambiental é a reciclagem. 

No mall, as latas de lixo são sinalizadas para separação do lixo orgânico e lixo seco. 

O Shopping também recicla o lixo seco produzido pelos lojistas, como papelão, garrafas pet e latinhas de alumínio. Em um ano, o Caxias Shopping reciclou mais de 135mil toneladas de resíduos. 

E o trabalho é incrementar cada vez mais este número.



Em 2013 o Caxias Shopping recebeu o “Selo Verde/Prêmio Socioambiental Chico Mendes” por seu projeto “Caxias Shopping Sustentável”. 

O Shopping foi o primeiro empreendimento em seu segmento a receber o certificado do Instituto Chico Mendes e o prêmio na categoria “Case – Ação Socioambiental”. 

Um reconhecimento e tanto pela seriedade das ações e pelos resultados obtidos.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda