Google Tag Manager

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Por que os homens levantam o dedo do meio e as mulheres o mindinho

Por que o homem mostra o dedo médio e a mulher levanta o mindinho?
Dedo médio indica o pênis
ereto a ser enfiado no "bonitinho"





















Em resposta à questão, quando a mulher levanta o dedo mindinho, isso é falta de classe, falta de etiqueta e sinal de nojo.

Representa total desconhecimento da etiqueta, por parte da pessoa.
















Quando o homem mostra o dedo médio levantado, quer dizer que ele manda enfiar o pênis ereto naquele lugar. Representa a séculos o total conhecimento do que ele quer dizer.

Confira


Levantar o dedo mindinho. Sim ou Não, eis a questão.
Jan31 2014
Autora: Bete Canha




Não é assim tão raro ver-se pessoas, especialmente senhoras, levantarem o dedo mindinho quando tomam chá ou mesmo café porque consideram isso um gesto de… classe!

Pois bem. Aqui deixo a explicação para isso e no final logo saberão se é ou não um gesto de classe.


Uma das justificações é que, na Côrte, os utensílios, para chegarem à mesa da nobreza passavam por inúmeras mãos. 

Com cara de enjoado, quem bebia da chávena, pegava nela com menos dedos possíveis para não lhes ser transmitido a suposta sujidade que entretanto tinha ficado apegada à loiça. 

Assim, ao segurar na chávena, usavam só os dedos necessários sendo que o que ficava mais espetado era, sem dúvida, o dedo mindinho.

Gesto de classe? – Nunca.



Daqui concluímos, portanto, que é sinal de…NOJO!

A outra explicação é bem mais…como direi…arrepiante.

Na época medieval, não era prática comum usar os utensílios de mãos (garfos, facas e colheres) porque não havia mesmo.



O que não era líquido era comido à mão, sem qualquer tipo de etiquette e os líquidos eram sorvidos.

Quando comiam, sem qualquer modo, tinham um cuidado: o de deixar o mindinho sempre esticado, de preferência limpo que era para o enfiar na taça – comum a todos – onde estavam as especiarias e o sal e depois levar à boca, chupando-o para dar mais gosto à comida que estavam a mastigar.



Também há historiógrafos que narram que o dedo mindinho tinha de estar sempre limpo – daí estar sempre esticado – que era para coçar o ouvido ou mesmo limpar o nariz.



Só a partir do séc. XVI é que o uso de talheres se vulgarizou mas as pessoas ainda relacionavam o levantar do dedo mindinho com a alta realeza sem saberem a razão.

Nesta altura, o Clero começou a repudiar essa postura à mesa já que entendiam o gesto de chupar o dedo mindinho como que um apelo à sensualidade e à lascívia.

Assim sendo, nada de levantar o dedo mindinho. Com esse gesto só passa uma imagem de alguém que tem nojo, que é pretensiosa ou, então, que pretende usar o dedo mindinho para outros fins como acima foi descrito. (Inclusive coçar outras partes pudentas do corpo feminino. - Nota de Jorge Purgly)

Já sabe… dedo mindinho levantado é sinal de nojo. Jamais faça isso.

Por que levantar o dedo do meio é considerado ofensa?


por Marina Motomura | Edição 41 - 18 de março de 2014

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/por-que-levantar-o-dedo-do-meio-e-considerado-ofensa




Por causa de uma tradição cultural popularizada na Antiguidade - provavelmente herdada de um costume dos ancestrais do homem, ainda nos tempos da pré-história.

Um grupo de antropólogos sustenta que o gesto é uma variação de uma estratégia agressiva de alguns primatas, que mostravam o pênis ereto a seus inimigos como uma forma de intimidá-los. 

Mais civilizado, o homem teria substituído o bilau pelo dedo erguido para ofender alguém. 

Um dos primeiros registros escritos desse costume mal-educado aparece no ano 423 a.C., quando o poeta grego Aristófanes escreveu a peça As Nuvens. 

Em um dos diálogos, o personagem Estrepsíades faz uma piada comparando o dedo do meio ao pênis

Da Grécia, a ofensa chegou a Roma, onde era conhecida como digitus infamis, o "dedo obsceno". 

No livro Gestures, their Origin and Distribution ("Gestos, sua Origem e Distribuição", sem tradução para o português), o zoólogo britânico Desmond Morris sustenta que o imperador Calígula (12-41) chocava os súditos obrigando-os a beijar seu dedo do meio em vez de sua mão. 

Uma tremenda humilhação. 

Com o passar dos séculos, a maioria dos países do mundo incorporou o gesto de origem latina - pode-se dizer que é um símbolo quase universal! 

Mas diversos povos encontraram outras formas criativas de mandar alguém fazer você sabe o quê. 

O que explica que um sinal seja considerado ingênuo num país e ofensivo em outro? 

Para essa "transformação" acontecer, um grupo precisa estabelecer uma espécie de pacto em torno dessa forma de comunicação. 

Em outras palavras, um gesto só é considerado agressivo se todas as pessoas do grupo entenderem e concordarem com seu significado. 

"Para evitar gafes e lidar com as diferenças culturais, hoje em dia as multinacionais fazem livros de comportamento. 

Essas publicações explicam aos executivos que viajam muito quais gestos eles podem ou não fazer ao visitar outros países", diz a antropóloga Rosali Telerman, professora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Mãos e Dedos na Sexologia Chinesa

Fonte: Reflexologia Sexual, Mantak Chia, Editora Pensamento.

Na sexologia chinesa, o dedo médio é considerado o dedo mais importante do homem.

O homem que tem o dedo médio longo possui forte sexualidade.
No homem, o dedo médio está associado ao meridiano do pericárdio, ou circulação e sexo, ligando-se ao aspecto Yang do coração.


Já o dedo minimo na mulher é o mais relevante para a sexualidade feminina. Acredita-se que se o dedo mínimo da mulher é longo, a mulher possui grande poder sexual, sua energia é plena e ela é fogosa.

O mindinho da mulher está ligado ao meridiano do coração e tem forte conexão energética com as emoções e com o centro sexual.

Na mulher, mãos frequentemente frias indicam uma deficiência de Yang; por outro lado, mãos femininas quentes indicam uma abundância de energia Yang.

A mulher que sofre de deficiência de energia Yang experimenta esta deficiência de energia no corpo todo, incluindo talvez a vagina.

Portanto a mulher que tem mãos frias não será tão passional quanto a mulher que tem mãos quentes. 

Por ter energia Yin em excesso, ela terá boa lubrificação vaginal, mas talvez tenha dilatação vaginal relativamente menor.

O tamanho e a forma do polegar feminino refletem o tamanho e a forma da vagina ou canal vaginal.













Na mulher, um polegar com a ponta gorda e a base estreita é equivalente a uma abertura vaginal apertada, com um canal internamente mais largo. Esta característica combina com o pênis cogumelo.

Um polegar que não é gordo na ponta, para a mulher, a região da unha, mas tem uma forma tubular, reflete uma vagina de formato também tubular.

Dedos curtos e estreitos na mulher acompanham um canal vaginal curto e estreito.

No homem, o tamanho dos dedos e do polegar refletem o tamanho e a forma do seu pênis.

Quando se fala de forma e tamanho é importante lembrar que nenhum tamanho ou forma é melhor do que outro.

O que realmente importa é que o tamanho e forma do pênis estejam em harmonia como os órgãos sexuais da parceira.

O fator mais importante da sexualidade é a nossa energia interna.










No homem, dedos finos indicam um pênis fino.

Dedos longos, principalmente o indicador indicam um pênis longo.

 Para saber mais, clique sobre mais informações, abaixo.


No homem, um dedo mindinho fino significa um pênis fino.

No homem, se todos os dedos são finos isso indica um pênis mais fino.










Se todos os dedos são carnudos. largos ou grossos, isso indica um pênis grosso.

Se o dedo polegar tem a primeira falange grande, o pênis terá glande grande.

Se o dedo polegar tem a segunda falange estreita, o pênis será estreito.











Um polegar de bom formato, para o homem, é aquele que tem a ponta gorda, com a base pequena, indicando um pênis com a glande grande e o bastão mais fino. 

Por causa do seu formado este é o chamado pênis cogumelo, que é o melhor para o estímulo máximo do canal vaginal.

A Massagem Nas Mãos

Massagear as mãos relaxa o corpo inteiro.
Estimulando os pontos nas mãos, a pessoa pode ativar e equilibrar a energia sexual.

É muito erótico o casal massagear as mãos um do outro, explorando dos dedos, as linhas e as palmas.

As mão são um mapa que revela as experiências únicas de cada indivíduo.

Envie a sua energia amorosa pelas mãos.

Trabalhe a região entre os dedos, nas articulações e até o centro das palmas.

Também é muito estimulante, lamber, chupar e beijar as mãos do parceiro.

Tal prática produz uma poderosíssima corrente sexual por todo o corpo.



LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda