Google Tag Manager

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Yin Yang - Natal - Parte 2

continuação...
" Este é o ensinamento profundo do ciclo do ano. Igualmente é o ciclo mais curto, do dia e da noite. Até o do mais longo de 2160 anos, ou mesmo o de 26.000 anos. A compreensão deste ensinamento mudo ou silencioso, vivido com toda a intensidade íntima do ser, implica em deixarmos de der dualistas; em cessarmos de considerar o Yin indepententemente do Yang ou o Yang independentemente do Yin; em não excluirmos um trazendo o outro; em não separa-los de maneira absoluta.

Inexiste frente sem dorso e inexiste dorso sem anverso. Ver so Yin ou só o Yang, negligenciar ou preferir um ao outro, evitar a sua coexistência ou sucessão, é ser iludido ou iludir a si mesmo; é ser atingido pela cegueira espiritual ou no mínimo carecer da visão do espírito.

Em consequência disso, pode surgir a intolerância, a arrogância, o orgulho, o exclusivismo, o fanatismo, que em suma nada mais são do que a manifestação da ignorância, da ignorância de Yin e Yang, da sua interdependência e complementaridade, ignorância da vida e de suas mutações."

Um abraço querido leitor.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda