Google Tag Manager

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Como ler a mão do parceiro

Como ler a mão do parceiro, mãos que se devem aliar e mãos que se devem evitar.
Sweet 07
Fonte: Elementos de Quiromancia, Francisco Valdomiro Lorenz, Editora Pensamento.
Como ler a mão Elementos de Quiromancia
Pagina: 49.

“A observação das mãos pode ser aproveitada com muita vantagem, quando se trata de saber se duas pessoas tem ou deixam de ter as qualidades naturais para se associarem ou se casarem.

Uma escolha racional é a garantia de bom êxito e felicidade, ao passo que uma aliança má produz só desgraça.

Quando as mãos de duas pessoas em questão indicam, pela sua forma, tendências opostas e inconciliáveis, é lógico que os caracteres terão muita dificuldade para se harmonizar.

Se as duas mãos pertencem ao mesmo tipo ou se, pertencendo a tipos diferentes, indicam as mesmas tendências principais, aliam-se bem.
Assim,
Os dedos lisos e espatulados se dão bem com os dedos nodosos e pontudos, porque ambos amam a ordem (os primeiros por serem espatulados, os segundo por serem nodosos), economia, cálculo, ciências exatas e mecânica, possuindo o senso prático.

Mas os dedos lisos e pontudos não se aliam aos dedos nodosos e espatulados, principalmente se os primeiros são curtos e os segundos compridos, pois aqueles indicam o idealismo e a distribuição de bens e ainda a falta de ordem, e estes,
um espírito prático, amante da ordem e da sistematização, cálculo, dedução e economia.

É evidente que entre as duas pessoas fica difícil haver uma harmonia completa, pois o que agrada a um, desagrada ao outro; um economiza e o outro gasta, etc.”

Para saber mais, clique em Mais informações, abaixo.




Sweet 09
“Os dedos quadrados entendem-se bem com os pontudos se estes forem nodosos porque ambos representam ordem e reflexão; o idealismo dos pontudos poderá ser corrigido pela calma dos quadrados.

Um home de mão grande e pesada, gorda, chamada voluptosa, fará a desgraça da sua parceira se ela tiver o Monte de Vênus deprimido e chato, e as terceiras falanges dos dedos demasiado curtas e fracas.

A mão muito grande e dura, com os dedos espatulados, é perigosa para qualquer pessoa impulsiva e idealista.

A mão filosófica (1)  não se alia com a mão elementar (2), nem com qualquer mão curta e estreita (3), nem com a mão gorda e com os dedos ossudos e curtos(4); porque a primeira (1) é amante da verdade e da ciência;
a segunda (2) é de uma pessoa com tendência a ser ignorante;
a terceira (3), de uma pessoa astuta e dissimulada;
a quarta (4), a de um espírito ainda pouco desenvolvido.”

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda