Google Tag Manager

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Como ler a mão, história

Fonte:

Elementos de Quiromancia, Francisco Valdomiro Lorenz – Editora Pensamento, que detém todos os direitos.

Como ler a mão Elementos de Quiromancia

“ In manu omnium Deus signa possuit ut moverint singuli opera sua.”

“Deus marcou na mão de todos os homens sinais indicadores de seus caracteres, de suas obras presentes e futuras.”

Pag.7:

Quiromancia é uma das ciências adivinhatórias. Ela ensina a arte de conhecer o caráter de uma pessoa, sua vocação e aptidões morais e intelectuais, seu passado e seu futuro, pelas formas e linhas da mão.

É uam ciência antiquíssima, que era cultivada no antigo Egito, na Índia, entre os gregos, árabes e romanos, e foi popularizada no mundo europeu pelos ciganos.

Os egípcios atribuíam a revelação desta ciência a Hermes Trimegistos.

Entre os gregos que a cultivaram encontramos os nomes dos célebre filósofos Anaxágonas e Aristóteles.

O imperador romano, Augusto, divertia-se em ler a sina nas mãos dos seus familiares.”

 

Para saber mais, clique em Mais informações, abaixo.

 

Salomão

O sábio Salomão achava na mão direita do homem os indícios de duração da existência e na mão esquerda os da honra e da fortuna.

Há duas espécies de quiromancia: a quiromancia física, que revela o caráter e o destino da pessoa, pela única inspeção da mão, e

a quiromancia astrológica, que além de estudar as formas e as linhas da mão, procura também descobrir as influência planetárias destas linhas. Forma, principalmente, Cardano e Paracelso os iniciadores ou renovadores desta segunda espécie.

Modernamente, divide-se a quiromancia em duas partes:

1) A Quirognomia, que estuda a forma da mão, para dela definir o caráter e as aptidões de uma pessoa; e,

2) A Palmisteria, que se ocupa com o estudo das saliências e linhas da palma, para deduzir não só o caráter da pessoa, mas até profetizar a sua sorte ou descrever o seu passado.

Pag. 9

“O exame das formas e linhas da mão indica, em primeiro lugar, as tendências e aptidões; para poder dizer o passado e o futuro e indicar os acontecimentos, as moléstias, os acidentes e a duração aproximada da vida, é necessário ter muita prática no dito exame, saber deduzir e combinar, e – principalmente – ser um tanto clarividente ou sensitivo.

O estudo da quiromancia, principalmente quando se apoia em conhecimentos de fisignomia, frenologia, grafologia e astrologia, suas irmãs da familia das ciências adivinhatórias, é sumamente útil; pois é fácil de compreender sua importância para todos os que querem conhecer-se a si mesmos, ou querem conhecer as índoles e capacidades das pessoas que são confiadas à sua direção ou com quem convivem.

Deveriam pois, dedicar-se ao estudo da quiromancia os pais de familia, os tutores, so professores, so médicos, os advogados, os comerciantes, os noivos…

 

Desta forma, estimado leitor, irei dedicar alguns posts a este assunto. Conto com sua leitura e seus comentários.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda