Google Tag Manager

sábado, 20 de abril de 2013

O Oraculo Secreto de Papus 30 de 36

O Oraculo Secreto de Papus 30 de 36



Como fazer da Tábua Astrológica de Papus um oráculo simples, divertido e funcional, que auxilie nas respostas buscadas pelas pessoas?


Em busca de uma solução para este desafio seguem estas 36 postagens, uma por dia, correspondente a cada uma das casas da Tabua Astrológica de Papus, que esperamos sejam de grande utilidade para o estimado leitor.

É importante saber que existem casas e cartas.

As casas são fixas e nunca mudam de lugar.

As cartas são móveis de dependem de embaralhar e distribuir para caírem nas casas.

Da combinação de casas e cartas é que se faz a leitura. Assim é preciso conhecer ambas e qual o resultado da combinação.

É isto que buscamos nesta modesta compilação de informações.
Para jogar este oráculo é preciso marcar sobre uma mesa 36 lugares, uma para cada casa.
Embaralhar um baralho comum e distribui-lo sobre as 36 casas.

Aí começa a leitura.

Para simplificar, consideramos a sigla PaCOtEs - Paus, Copas, Ouros, Espadas

Paus são Bastões, abreviados pela letra B.

Copas são Taças, abreviadas pela letra T.

Ouros são Moedas, abreviadas pela letra M.

Espadas são Gládios (Gladiadores), abreviadas pelas letra G.

O símbolo de 30 - É a desgraça.

Sobre esta casa podemos ter as seguintes cartas T,B,M ou G.

Significado:

T= Infortúnio leve - O consulente sofrerá um infortúnio leve e irá se recuperar rapidamente.

B= Apoio - O objetivo será alcançado com muita dificuldade. Será necessário o apoio dos amigos.

M= Sofrimento de amigo - O consulente vai poder ajudar no alívio do sofrimento de um amigo.

G= Perdas por causa de outros - Existem falhas no processo a fim de atingir o objetivo proposto e que precisam ser corrigidas para que o mesmo possa ser atingido sem perdas que parecem iminentes. É preciso cuidar do que os outros estão fazendo.

Infelicidade é o sentimento que aponta as pessoas que não são satisfeitas no meio em que vivem e se demonstram inseguras com relações pessoais. A infelicidade também é explicada ao que se considera: mal-aventurado; desastrado; inditoso; inconformado. Quando a infelicidade está em estágio mais avançado, a mesma se mostra revoltante e destruidora do conforto interior, o que pode ocasionar a crise de existência levando ao indivíduo o isolamento e autoexclusão do mundo externo, se privando assim do meio social muitas vezes a infelicidade pode ser precursora da depressão.





LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Marque uma consulta comigo

Agenda